sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Novena de Natal - 2º Dia

Neste segundo dia da Novena de Natal, a liturgia nos apresenta o relato da genealogia do Senhor Jesus
Um texto que, se olharmos sem atenção, são apenas nomes que desconhecemos, mas se descobrirmos o sentido desses nomes, o significado que tem na história de Israel, veremos que São Mateus nos situa no centro da história de Israel e nela Jesus, que nasceu da Maria Virgem.
Neste dia, aproveitemos para valorizar o que significa ter uma família, pessoas que nos deram a vida, um apelido, um lar, o carinho e o afeto.
Segundo dia
Motivação:
:: Neste segundo dia da novena de Natal, continue preparando o presépio. Depois de ter colocado a imagem de Maria Virgem, coloque a imagem de São José.
:: Que cada um faça uma oração a José e Maria, pedindo sua intercessão e ajuda por cada família, pedindo que nossa família tenha os mesmos sentimentos que tiveram eles. Pedir-lhes que nos preparem para o Natal.
:: Fazer algum gesto ou atitude concreta, durante o dia, aproximando-se de alguma família que um sabe que há dificuldades e buscar ser vínculo de união e comunicação. Fazer o que se pode para ajudar aos que estão em dificuldades.
Oração Inicial
:: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo, tu que fecundaste ao Verbo de Deus e o levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-o palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele.
Nestes dias que antecedem o nascimento de teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e deixarmo-nos transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, pedimos-te que, ao acompanhar-te, sejas tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho e, assim, sermos capazes de recomeçar, de perdoar e ser perdoados, de voltar a amar e ser curados interiormente, para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-no a celebrar este Natal, tendo seu Filho centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre.
Que assim seja!
Leitura: Mateus 1,1-17
Aprofundar o Evangelho, ter em conta o fim da genealogia e seu significado. Dê um passo a mais, não somente conhecer o que disse o texto, mas o aprofundar, buscar o sentido do que se diz, a importância e transcendência do dito. Atualizá-lo e aplicá-lo à vida.
Contemplação
É buscar apropriar-se do texto, não olhar como espectador, mas ser participante da cena. Ter uma relação pessoal e direta com os personagens, usar a imaginação para conhecer e aprofundá-lo interiormente.
Oração: Senhor Jesus, Mateus Te coloca no coração de toda a revelação, situa-Te no contexto das grandes promessas que cruzam todo o Antigo Testamento. Por um lado, o fato de chamar-te Filho de Davi, para demonstrar que em Ti se cumpria todas as promessas que o Pai havia feito a Davi, como portador da promessa messiânica, por isso lhe chama de Jesus Cristo (cf. Mt 1,1) e depois diz também te chamaram o Cristo (cf. Mt 1,16) e, além, chamaram-Te Filho de Abraão (cf. Mt 1,1), colocando-Te no contexto das promessas que haviam feito a Abraão, de ser pai de um povo numeroso como as estrelas do céu e como a areia do mar. Senhor, obrigado por seres quem és. Obrigado por incluir a cada um de nós nesta dinâmica da revelação de Deus. Obrigado por nos permitir ter fé e, assim, conhecer-Te, aprender a arte de viver de acordo com o projeto do Pai e ter a vida que Tu nos dá. Obrigado, Senhor.
Senhor Jesus, Tu que foste descendente de Davi por medo de José, em Ti o Pai realizou toda a expectativa messiânica, e com isso foste Tu nosso salvador e redentor. Hoje, quando nos preparamos para celebrar Teu nascimento, pedimos que nos ajudes a valorizar o que significa Teu nascimento, a darmos conta do amor do Pai ao enviar-Te para dar-nos a vida. Senhor, que durante estes dias antes do Natal, possamos conhecer-te mais, que cada vez aprofundemos mais e mais no amor que Tu tens por nós.
Que assim seja.

Oração: Maria, Mãe minha, nestes dias que estamos buscando entrar no clima da Natal, te pedimos ajuda para que tu intercedas por nós, para que, ao celebrar o nascimento de Teu Filho, nosso Senhor, cada um de nós nos sensibilizemos mais e mais do amor do Pai por nós, da importância do que fez Jesus, dignificando nossa vida com a tua. Intercede por nós, para que, neste Natal, nos aproximemos mais de teu Filho.
Oração Final
Menino Jesus, Tu és descendente de Davi, de Abraão, o Filho de Maria Virgem; Tu tens assumido a nossa história, formando parte dela. Tu, na plenitude dos tempos, quiseste nascer de uma mulher e ser um de nós, para nos demonstrar o grande e lindo valor que é ter uma Mãe, uma família, pessoas do mesmo sangue, com quem partilhar a vida, sendo queridos e apoiados, crescendo como pessoas para termos sentimentos de unidade, carinho e afeto, de solidariedade e compreensão, imitando a Tua família.
Menino Jesus, Tu que tiveste uma família, abençoa a nossa e faz que nela os pais tenham sentimentos de entrega de amor e carinho, de interesse e sensibilidade, que se queiram e vivam um para o outro, e que os filhos sintam em todo momento o amor que Tu nos tem por meio do amor dos pais. Menino Jesus, abençoa cada família e encha-as de amor e ternura, como o tiveste Tu de tua Mãe e de José.

Que assim seja.
Quer rezar as Mil misericordias?  Click:
Vinde e Adoremos!!!
Click AQUI »»»»»» http://www.atos2.net/capela-rccpe.htm
Aqui a Capela é Virtual... Mas nossa adoração precisa ser em Espírito e em Verdade!!!
A Ti, Senhor...Toda Honra e Toda Gloria , agora e Para Sempre! Amém!!!!
" Eu bem sei que Vós, ó Senhor, não necessitais das nossas obras. Vós exigia amor. Amor, Amor e mais uma vez amor a Deus! Superior a isso nada há nem no céu, nem na terra. O mais sublime é o amor a Deus, e a autêntica grandeza está em amá-Lo "
- Diário n° 990

Nossa Novena Perpétua:

Novena da misericórdia: Em cada dia da novena, conduzirás ao Meu coração um grupo diferente de almas.

Meus amados, este é um desejo do coração misericordioso de Jesus, que eu entendi que devo lançar a todos aqueles que desejarem atendê-lo. É tempo de misericórdia! Como Projeto Misericórdia nas famílias, já faço esta novena perpetuamente, mas senti em meu coração que devo disponibilizá-la a quem desejar se unir a nós e aceitar o desafio de fazê-la de forma perpétua. A sua parte é só confiar!Lance-se no imenso mar da Misericórdia...Coloque suas intenções.

"Em cada dia da novena, conduzirás ao Meu coração um grupo diferente de almas, e as mergulharás no oceano da minha Misericórdia. Eu conduzirei todas as almas à casa do meu Pai... Por minha parte, nada negarei a nenhuma daquelas almas que tu conduzirás à fonte da minha Misericórdia. Cada dia pedirás a meu Pai, pela minha amarga Paixão, graças para essas almas."A Novena é rezada junto com o Terço da Divina misericórdia.  

Iniciemos nossa Novena invocando a Trindade Santa. 


 Click e reze conosco!!!!
PRIMEIRO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me a humanidade inteira, especialmente todos os pecadores e mergulha-os no oceano da Minha misericórdia. Com isso Me consolarás na amarga tristeza em que Me afunda a perda das almas.

[Oração de Santa Faustina]
Misericordiosíssimo Jesus, de quem é próprio ter compaixão de nós e nos perdoar, não olheis os nossos pecados, mas a confiança que depositamos em Vossa infinita bondade. Acolhei-nos na mansão do vosso compassivo Coração e nunca nos deixeis sair dele. Nós vo-lo pedimos pelo amor que Vos une ao Pai e ao Espírito Santo.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para toda humanidade, encerrada no Coração compassivo de Jesus, mas especialmente para os pobres pecadores. Pela Sua dolorosa Paixão, mostrai-nos a Vossa misericórdia, para que glorifiquemos a onipotência da Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

SEGUNDO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me as almas dos sacerdotes e religiosos e mergulha-as na Minha insondável misericórdia. Elas Me deram força para suportar a amarga Paixão. Por elas, como por canais, corre para a humanidade a Minha misericórdia.

[Oração de Santa Faustina]
Misericordiosíssimo Jesus, de quem provém tudo que é bom, aumentai em nós a graça, para que pratiquemos dignas obras de misericórdia, a fim de que aqueles que olham para nós, glorifiquem o Pai da misericórdia que está no Céu.

Eterno Pai, dirigi o olhar da Vossa misericórdia para a porção eleita da vossa vinha: para as almas dos sacerdotes e religiosos. Concedei-lhes o poder da vossa bênção e, pelos sentimentos do Coração de vosso Filho, no qual estão encerradas, dai-lhes a força da vossa luz, para que possam guiar os outros nos caminhos da salvação e juntamente com eles cantar a glória da Vossa insondável misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

TERCEIRO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me todas as almas piedosas e fiéis e mergulha-as no oceano da Minha misericórdia. Estas almas consolaram-Me na Via-sacra; foram aquela gota de consolações em meio ao mar de amarguras.

[Oração de Santa Faustina] 
Misericordiosíssimo Jesus, que concedeis prodigamente a todos as graças do tesouro da Vossa misericórdia, acolhei-nos na mansão do Vosso compassivo Coração e não nos deixeis sair dele pelos séculos; suplicamo-Vos pelo amor inconcebível de que está inflamado o vosso Coração para com o Pai celestial.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas fiéis, como a herança do Vosso Filho. Pela sua dolorosa Paixão concedei-lhes a vossa bênção e cercai-as da vossa incessante proteção, para que não percam o amor e o tesouro da santa fé, mas com toda a multidão dos Anjos e dos Santos glorifiquem a Vossa imensa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

QUARTO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me os pagãos e aqueles que ainda não Me conhecem e nos quais pensei na minha amarga Paixão. O seu futuro zelo consolou o meu Coração. Mergulha-os no mar da Minha misericórdia.

[Oração de Santa Faustina] 
Misericordiosíssimo Jesus, que sois a luz de todo o mundo, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas dos pagãos que ainda não Vos conhecem. Que os raios da vossa graça os iluminem para que também eles, juntamente conosco, glorifiquem as maravilhas da Vossa misericórdia e não os deixeis sair da mansão do vosso compassivo Coração.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas dos pagãos e daqueles que ainda não Vos conhecem e que estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Atraí-as à luz do Evangelho. Essas almas não sabem que grande felicidade é amar-Vos. Fazei com que também elas glorifiquem a riqueza da Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

QUINTO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me as almas dos Cristãos separados da Unidade da Igreja e mergulha-as no mar da Minha misericórdia. Na minha amarga Paixão dilaceravam o Meu corpo e o Meu Coração, isto é, a Minha Igreja. Quando voltam à unidade da Igreja, cicatrizam-se as minhas Chagas e dessa maneira eles aliviam a Minha paixão.

[Oração de Santa Faustina] 
Misericordiosíssimo Jesus que sois a própria Bondade, Vós não negais a luz àqueles que Vos pedem, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas dos nossos irmãos separados, e atraí-os pela vossa luz à unidade da Igreja e não os deixeis sair da mansão do vosso compassivo Coração, mas fazei com que também eles glorifiquem a riqueza da Vossa misericórdia.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas dos nossos irmãos separados que esbanjaram os vossos bens e abusaram das vossas graças, permanecendo teimosamente nos seus erros. Não olheis para os seus erros, mas para o amor do vosso Filho e para a sua amarga Paixão, que suportou por eles, pois também eles estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Fazei com que também eles glorifiquem a Vossa misericórdia por toda a eternidade. Amém.

SEXTO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me as almas mansas, assim como as almas das criancinhas, e mergulha-as na Minha misericórdia. Estas almas são as mais semelhantes ao meu Coração. Elas reconfortaram-Me na minha amarga Paixão da minha agonia. Eu as vi quais anjos terrestres que futuramente iriam velar junto aos meus altares. Sobre elas derramo torrentes de graças. Só a alma humilde é capaz de aceitar a minha graça; às almas humildes favoreço com a minha confiança.

[Oração de Santa Faustina] 
Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes: "Aprendei de Mim que sou manso e humilde de coração", aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas mansas e humildes e as almas das criancinhas. Estas almas encantam o Céu todo e são a especial predileção do Pai Celestial, são como um ramalhete diante do trono de Deus, com cujo perfume o próprio Deus se deleita. Estas almas têm a mansão permanente no Coração compassivo de Jesus e cantam sem cessar um hino de amor e misericórdia pelos séculos.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas mansas e humildes e para as almas das criancinhas, que estão encerradas na mansão compassiva do Coração de Jesus. Estas almas são as mais semelhantes a vosso Filho; o perfume destas almas eleva-se da Terra e alcança o vosso trono. Pai de misericórdia e de toda bondade, suplico-Vos pelo amor e predileção que tendes para com estas almas, abençoai o mundo todo, para que todas as almas cantem juntamente a glória à Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

SÉTIMO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me as almas que veneram e glorificam de maneira especial a Minha misericórdia e mergulha-as na Minha misericórdia. Estas almas foram as que mais sofreram por causa da minha Paixão e penetraram mais profundamente no meu espírito. Elas são a imagem viva do meu Coração compassivo. Estas almas brilharão com especial fulgor na vida futura. Nenhuma delas irá ao fogo do Inferno; defenderei cada uma delas de maneira especial na hora da morte.

[Oração de Santa Faustina] 
Misericordiosíssimo Jesus, cujo Coração é o próprio amor, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas que honram a glorificam de maneira especial a grandeza da Vossa misericórdia. Estas almas, tornadas poderosas pela força do próprio Deus, avançam entre penas e adversidades, confiando na Vossa misericórdia. Estas almas estão unidas com Jesus e carregam sobre os seus ombros a humanidade toda. Elas não serão julgadas severamente, mas a Vossa misericórdia as envolverá no momento da morte.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas que glorificam e honram o vosso maior atributo, isto é, a vossa inescrutável Misericórdia; elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Estas almas são o Evangelho vivo e as suas mãos estão cheias de obras de misericórdia; suas almas repletas de alegria cantam um hino de misericórdia ao Altíssimo. Suplico-Vos, ó Deus, mostrai-lhes a Vossa misericórdia segundo a esperança e confiança que em Vós colocaram. Que se cumpra nelas a promessa de Jesus, que disse: "As almas que veneram a minha insondável Misericórdia, Eu mesmo as defenderei durante a vida, especialmente na hora da morte, como minha glória”. Amém.

OITAVO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me as almas que se encontram na prisão do Purgatório e mergulha-as no abismo da Minha misericórdia; que as torrentes do meu Sangue refresquem o seu ardor. Todas estas almas são muito amadas por Mim, pagam as dívidas à Minha justiça. Está em teu alcance trazer-lhes alívio. Retira do tesouro da Minha Igreja todas as indulgências e oferece-as por elas. Oh, se conhecesses o seu tormento, incessantemente oferecerias por elas a esmolas do espírito e pagarias as suas dívidas à Minha justiça.

[Oração de Santa Faustina] 
Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes que quereis misericórdia, eis que estou trazendo à mansão do vosso compassivo Coração as almas do Purgatório, almas que Vos são muito queridas e que, no entanto, devem dar reparação à Vossa justiça; que as torrentes de Sangue e Água que brotaram do vosso Coração apaguem as chamas do fogo do Purgatório, para que também ali seja glorificado o poder da Vossa misericórdia.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas que sofrem no Purgatório e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Suplico-Vos que, pela dolorosa Paixão de Jesus, vosso Filho, e por toda a amargura de que estava inundada a sua Alma santíssima, mostreis Vossa misericórdia às almas que se encontram sob o olhar da vossa Justiça; não olheis para elas de outra forma senão através das Chagas de Jesus, vosso Filho muito amado, porque nós cremos que a vossa bondade e misericórdia são incomensuráveis. Amém.

NONO DIA
[Palavras de Jesus]
Hoje, traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo da Minha misericórdia. Estas almas ferem mais dolorosamente o meu Coração. Foi da alma tíbia que a minha Alma sentiu repugnância no Horto. Elas levaram-Me a dizer: Pai afasta de Mim este cálice, se assim for a vossa vontade. Para elas, a última tábua de salvação é recorrer a Minha misericórdia.

[Oração de Santa Faustina] 
Ó compassivo Jesus, que sois a própria Compaixão, trago à mansão do vosso compassivo Coração as almas tíbias; que se aqueçam no fogo do Vosso amor puro estas almas geladas que, semelhantes a cadáveres, Vos enchem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usai a onipotência da Vossa misericórdia e atraí-as até ao fogo do Vosso amor e concedei-lhes o amor santo, porque Vós tudo podeis.

Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas tíbias e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de misericórdia, suplico-Vos pela amargura da Paixão do Vosso Filho e por Sua agonia de três horas na Cruz, permiti que também elas glorifiquem o abismo da Vossa misericórdia. Amém (Diário, 1209-1229).

Ato de consagração a Divina Misericórdia 
Deus, Pai Misericordioso, que revelaste o Teu Amor no Teu Filho Jesus Cristo e o derramaste sobre nós, no Espírito Santo Consolador, confiamos-te hoje o destino do mundo e de cada homem. Inclina-te sobre nós, pecadores, cura a nossa debilidade, vence o mal, faz com que todos os habitantes da terra conheçam a Tua Misericórdia para que em Ti, Deus Une e Trino encontrem sempre a esperança. Pai eterno, pela dolorosa Paixão e Ressurreição do Teu Filho, tem misericórdia de nós e do mundo inteiro. Amém! Papa João Paulo II

Nenhum comentário:

Postar um comentário